Líder você sabe delegar?

Líder você sabe delegar?

O crescimento saudável da organização como um todo é necessário que as atividades sejam delegadas, somente assim existirá o crescimento de todas as camadas profissionais dentro da organização.

Os  motivos que levam os líderes a evitar de delegar uma tarefa são inúmeros, os que eu mais tenho ouvido em meu dia a dia de trabalho, é que o resultado do trabalho não é tão bom, então os líderes optam por fazer em lugar de ensinar. Sentem que “perdem” tempo ensinando, e fazer torna-se mais rápido e produtivo.

Mas afinal, qual é o papel do líder? Executar ou ensinar? E se você respondeu em sua mente ambos, é um sério candidato a tornar-se um bloqueador do crescimento da sua empresa.

O papel do líder é ensinar para que então ele possa delegar, e o que mais vemos são líderes que “delargam” ou seja, passam um ordem e largam que seja feita, e se sentem frustrados ao descobrirem que não foi feita, ou então não foi executada com o padrão de qualidade e produtividade que se poderia alcançar.

Mais que tecnologia, e execução da tarefa, o líder precisa entender de pessoas, pois são elas que irão executar.

A delegação envolve uma série de passos simples a serem seguidos que trarão o sucesso necessário para a atividade. Avaliar o grau de dificuldade da tarefa, o nível de desenvolvimento da pessoa, acompanhar passo a passo, dar feed back em cada etapa, comemorar as vitórias, focar no resultado.

Porém ainda hoje nos deparamos com líderes que querem ir ao pódium receberem medalhas. Não vão. Não podem e não devem ir. Quem sobe no pódium é a equipe! Ser líder é saber que seu foco será em ensinar a equipe, motivar a equipe a focar em resultados, acompanhar cada etapa, lançar novos desafios e no final, eles serão reconhecidos pelo sucesso alcançado.

O líder recebe seu funcionário que veio trazer uma dúvida, ele pode dar a resposta para ele e no dia seguinte ele voltará com novas dúvidas. Mas assim o líder tem a ilusão de deter o conhecimento e o poder. Sua equipe não irá crescer, não se desenvolve, mas não fazem nada sem perguntar a ele, então o poder continua com ele.

Ou o líder poderá receber esta mesma pergunta, e ensinar o funcionário a raciocinar sobre o tema, extraindo as conseqüências, e o funcionário saberá que é capaz de resolver as situações, a equipe deste líder irá amadurecer e crescer, e cada vez mais será menos dependente do líder, que terá que buscar outras atividades para seu dia a dia, pois sua equipe cresceu e ele também deverá sair do acomodamento e buscar seu próprio crescimento.

Ao delegar, acompanhamos desde o início, e avaliamos o desenvolvimento em cada etapa da tarefa, e não apenas no final para dizer que “ah não ficou bom!”.  O líder se mantém na torcida pelo sucesso e crescimento do seu subordinado, e não sabotando o processo para que no final ele apareça para “ consertar tudo o que foi feito de errado” e assumir o papel que tanto reclama, mas que tanto prazer inconsciente lhe dá exercer que é o “salvador da pátria”, ou seja, ah se não sou eu nesta organização tudo para, não posso contar com ninguém mais.

 

2018-04-24T14:40:38+00:00 03/03/2015|Liderança e Coaching|