O que eu posso fazer? Sou apenas uma funcionária!

O que eu posso fazer? Sou apenas a funcionária!

É uma pena, que esta ainda seja uma resposta comum dentro dos ambientes de trabalho, espero que nunca um cliente da minha empresa ouça tal resposta, pois ao dizer isto, encerramos o assunto e fechamos a questão sem possibilidade de argumentação, quem diz tal frase se fecha em sua própria mediocridade.

No momento que estamos diante de um funcionário ele representa toda a empresa, é nosso único caminho palpável e imediato para nos queixarmos, solicitarmos, elogiarmos.

A empresa propriamente dita, não são os papéis que estão na contabilidade, ou as paredes, os móveis, ou as máquinas.  A pessoa que se apresenta perante o cliente é a empresa.

Há certas situações que fogem da compreensão, como precisar esperar em um restaurante quase vazio, ou ouvir que irão levar 50 minutos para aquecer uma batata que, segundo a funcionária já estava cozida.

Será que o cliente precisa receber a carga de problemas que a empresa está passando na tentativa de querer justificar o injustificável?

Os clientes têm seus próprios problemas, e ficar na fila de uma caixa, que a operadora lhe pergunta varias vezes que horas são, pois não vê a hora de ir embora é mesmo desagradável.

Ao usarmos um crachá, um uniforme, ou simplesmente falarmos com um cliente, estamos passando toda a imagem da empresa que trabalhamos, e contribuindo para seu sucesso e atração de clientes, ou não. E ao danificarmos a imagem da empresa, estamos também danificando nossa imagem por estarmos “desaguando problemas” no local errado, ou será que a pessoa que faz isto pensa que o cliente vai ficar com pena e oferecer um emprego em sua própria empresa, para então ir “desaguar” em seus clientes?

E se o funcionário tem queixas sobre sua própria empresa, sugiro argumentar no RH da empresa, e caso não tenha alternativas, qualificar-se para uma vaga em um local diferente.

É bastante agradável quando mesmo ao não solucionar o problema, o funcionário mostra-se preocupado e envolvido, anota seu problema, se compromete a leva-lo adiante, e às vezes até mesmo se compromete com um retorno.

Você empresário, tem treinado, e praticado a filosofia da sua empresa junto aos funcionários? Novos funcionários são admitidos, e a filosofia se perde, caso não recebam constante treinamentos.

Também pouco irá resolver o funcionário solicito e ávido por ajudar o cliente, se ele se esbarrar em uma estrutura rígida que pouca importância aplica ao feed back do cliente.

Cliente, empresa e funcionários é uma tríade que requer atenção e equilíbrio, e nesta tríade em geral desempenhamos mais de um papel em nosso dia a dia, pois todos em algum momento nos tornamos clientes, e como gostaríamos de ser tratado?

2018-03-05T13:37:02+00:0013/05/2015|Reflexões da Carmen|