Fazer o que gosta ou gostar do que faz?

FORMAÇÃO DO EMPREENDEDOR « Treina Bem

Lendo o livro “Como fazer uma empresa dar certo em um país incerto” editado em 2009 pela Endeavor, conheci os caminhos encontrados por 50 empreendedores para que seus sonhos se tornassem realidade, apesar das dificuldades e obstáculos que encontraram.

Essas pessoas, na maioria das vezes, começaram do zero, cresceram, tropeçaram, levantaram e consolidaram empresas que são orgulho nacional, tais como: Boticário, CacauShow, DM9, Gerdau, Graber, Ibmec, InBev, Microsiga, Natura, Odebrecht, Pão de Açúcar, Phitoervas, Propay, Proteus, Spoleto e Talent, entre outras.

Analisando o currículo desses empreendedores, fiquei curioso em saber qual seria a formação mais comum entre eles. O resultado foi o seguinte:

FORMAÇÃO QUANTIDADE DE EMPREENDEDORES
Engenharia (diversas modalidades) 15
Sem graduação 9
Administração de Empresas 8
Economia 7
Direito 5
Ciências da Computação 3
Odontologia 2
Hotelaria 1

 

A primeira coisa que salta aos olhos é a grande predominância da Engenharia: quase 1/3 da população pesquisada vem dessa área.  Isso nos leva a pensar nos motivos que impulsionam as entidades educacionais a investirem tanto em cursos na área de humanas e tão pouco na área de exatas.

Um segundo fato interessante é a quantidade de empreendedores que não têm formação universitária. Seria possível deduzir que a força de vontade, o interesse e a determinação são ingredientes alternativos para a competência técnica adquirida nos bancos escolares?

Outro fato notável é que 21 integrantes desse grupo fizeram algum tipo de pós graduação, seja um mestrado, doutorado ou especialização. Considerando que dos 50 casos, temos 41 com curso superior, a porcentagem dos que continuaram a estudar após a formação universitária é de 51%.

Numa avaliação qualitativa, pude observar que alguns empreendedores tinham forte ligação com o negócio, seja pela formação escolar, seja por interesses próprios. No entanto, muitos também levaram seus empreendimentos apenas como um negócio, onde enxergaram alguma possibilidade de carência no mercado.

Então fica a pergunta: fazer o que gosta ou gostar do que faz?

Carlos Perches

2018-03-05T13:29:18+00:00 18/05/2015|Empreendedorismo / Self Leader|

ATENÇÃO

Recebemos seu currículo apenas pelo site. Para nos enviar seu currículo, use o formulário em nosso site, que você pode encontrar clicando aqui.

Vejas as vagas que estão abertas clicando aqui.

Role para ver mais!

Cursos em Destaque

Últimos Artigos

Veja Também