Afinal , o que queremos é ter razão ou ser feliz? Será que vale mesmo a pena tanta confusão?